Como está a oferta de produtos e acessórios de moto para mulheres?

Basta observar nas ruas para perceber que o número de mulheres motociclistas vêm crescendo bastante nos últimos anos aqui no Brasil, aumentando também a demanda por produtos e serviços voltados a esse segmento, mas será que a oferta de vestuário e acessórios de moto para as mulheres também aumentou?

Com a ajuda do site Mulheres de Moto fizemos uma busca pelos principais produtos oferecidos para as mulheres motociclistas e vimos que resposta a é sim. A oferta aumentou, porém, ainda não é suficiente.

Embora pouco explorado, o mercado das mulheres motociclistas tem um potencial enorme, pois além de piloto, a mulherada também é garupa, ou seja, existe um público grande de mulheres que pilotam aliadas às que acompanham seus maridos, namorados e afins no dia a dia, viagens e passeios de moto. E quanto mais os pilotos tomarem consciência de que garupa também deve estar devidamente protegida com o equipamento de segurança, maior a procura por produtos e acessórios.

Inclusive muitas mulheres relataram que começaram a andar de moto por influência do companheiro, além daquelas que optaram por passar da garupa para o a posição de piloto.

De olho no interesse feminino pelas motocicletas, em 2012, a Dafra lançou o scooter Smart Joy na cor azul e com detalhes bem femininos, provando que mulher não vive só de rosa.

E seguindo o caminho da Dafra, a Yamaha lançou, em 2013, uma edição especial do scooter Crypton, com a versão Penelope Charmosa, trazendo grafismo e cores especiais em referência à personagem do desenho Corrida Maluca.

A Harley-Davidson, além de uma vasta linha de vestuário voltada às mulheres, tem um grupo de interesse focado nelas, no qual são realizados diversos eventos voltados ao público feminino.

Em relação ao vestuário, a oferta de produtos e acessórios de moto para mulheres têm crescido nos últimos anos, principalmente em relação aos capacetes. Nos dias de hoje é possível ver diversos modelos, com grafismos e cores que agradam desde as mais clássicas até as mais extravagantes.

Embora muitas mulheres não gostem de cores ou motivos femininos, preferindo cores mais clássicas e escuras, rosa e lilás são as cores predominantes nos capacetes e preferidas pela maioria, inclusive nas duas votações de capacetes realizadas no facebook do site Mulheres de Moto os modelos mais curtidos foram na cor rosa.

Diferente dos capacetes, a maioria das jaquetas disponibilizadas no mercado brasileiro são em cores escuras, como preta e chumbo. Algumas combinadas com cores ou detalhes em vermelho, rosa, branco ou azul celeste, por exemplo.

É quase que unanimidade as jaquetas terem um corte mais acinturado, valorizando a silhueta da mulher. No entanto, no mercado internacional há uma variedade muito maior de modelos e cores, inclusive claras, com o objetivo de agradar a maioria das mulheres.

Talvez as calças de proteção sejam o calcanhar de aquiles das fabricantes de produtos e acessórios pois, a mulher, principalmente a brasileira, é vaidosa e quer uma calça que valorize suas curvas (afinal, para isso são gastas horas na academia) e ainda são poucas as calças de proteção – em couro ou cordura – que se moldam ao corpo feminino.

No Brasil, uma fabricante lançou sua linha de calças jeans com proteção nos joelhos e no quadril. Mesmo com o jeans não sendo tão resistente quanto o couro ou a cordura, é uma ótima opção para as meninas, pois a calça garante boa proteção. Muito melhor que correr o risco de se acidentar usando uma legging.

São raras as opções de botas que existem para as mulheres, tendo algumas com poucos detalhes ou cores femininas, sendo a maioria na cor preta. No entanto, já começa a existir no mercado botas com saltinho. Pequenos saltos que não prejudicam a pilotagem e ainda dão um charme a mais para a mulher.

São poucas também as opções de luvas no mercado, algumas mais simples e outras com mais proteção ou impermeáveis. Alguns fabricantes oferecem luvas unissex, sendo os modelos com detalhes em vermelho “destinada” às mulheres, mas os fabricantes esquecem do detalhe que a mão da mulher é diferente da do homem, e por falta de opção elas acabam tendo que comprar luvas em tamanho P masculino.

Em relação às capas de chuva existe uma variedade de cores, inclusive a maioria delas é acinturada, porém o conjunto de calça e jaqueta ainda não valoriza a mulher em nada. Falta criatividade das fabricantes em criar uma capa de chuva mais bonita e funcional.

Conversamos com diversos lojistas da região da Rua General Osório, um conhecido centro de produtos voltados ao motociclismo, em São Paulo, e eles afirmaram ter percebido o aumento do público feminino. Porém, muitos citaram que a maioria desses produtos é vendida para as garupas. Em algumas lojas, o percentual de vendas para casais é de 60%.

Em relação à oferta de produtos e acessórios de motos para as mulheres, eles foram unânimes, as mulheres reclamam que ainda faltam produtos.

Segundo os comerciantes, a principal queixa das delas é pela falta de opções de modelos. Ou seja, não basta ter um modelo com várias opções de cores, as consumidoras querem mais modelos!

E dentre os itens vendidos, os que mais sofrem queixas são as luvas, pela falta de opções de marcas, modelos e cores.

Em termos gerais é visível que esse segmento voltado ao público feminino ainda é relativamente novo e aos poucos as empresas estão se adaptando, e tenho quase certeza de que muitas novidades ainda estão por vir, garantindo à mulherada dias cada vez mais belas e bem equipadas a bordo das motocicletas, seja pilotando ou na garupa.

E vocês meninas, também acham que faltam produtos e acessórios de moto para mulheres? Deixem seu comentário ou sugestão.

Assista a esta matéria no programa Duas Rodas News de 10/05/2014:

Autor: Eduardo Azeredo

771 stories / Procurar todas
Do Rio de Janeiro, há mais de 14 anos envolvido com o motociclismo, e atua como piloto de testes e jornalista motociclístico para diversos veículos de comunicação, em especial o Jornal Motocycle, Revista Torque, CarPoint News, entre outros, fazendo avaliações / testes de motocicletas e produzindo matérias a respeito do mundo duas rodas. Também apresentador do programa Duas Rodas News, na emissora Luau TV

Relacionadas »