Shineray lança Phoenix S no mercado brasileiro

A Shineray do Brasil anuncia que já está disponível nas lojas da rede o modelo Phoenix S, ciclomotor voltado para percursos feitos em áreas urbanas ou rurais. O modelo chega mercado com um preço competitivo para a categoria, com valor sugerido a partir de R$ 3.890,00. Carro-chefe da comercialização do mix de produtos da Shineray do Brasil, os ciclomotores representam mais de 80% do volume total de vendas da fábrica sediada em Pernambuco.

Entre as principais características do Phoenix S estão as rodas de liga leve, porta-objetos sob o assento, marcadores de combustível e marcha, farol direcional e alça traseira para passageiro. Com peso seco de 89 kg, o veículo suporta uma carga de 140 kg incluindo o condutor, fazendo da Phoenix S uma boa alternativa para jovens casais ou para pessoas da mesma família que partilham o veículo.

Veículos de duas rodas e o desafio da mobilidade – Nas últimas duas décadas, a frota brasileira mais do que duplicou de tamanho, passando de 27 milhões de veículos em 1999 para 90,6 milhões ao final de 2015. Como impacto imediato, os habitantes dos centros urbanos sofrem com o aumento no tempo de deslocamento, sejam usuários de automóvel ou de transporte público coletivo; consumo excessivo de combustível e aumento da emissão de gás carbônico despejado na natureza pelos automóveis.

Como alternativa para fugir do binômio “congestionamento X custos com gasolina”, uma boa parte dos consumidores brasileiros acaba por migrar para os veículos de duas rodas para aumentar, inclusive, sua qualidade de vida. Prova disso é que a frota brasileira de motocicletas passou de 3,5 milhões em 2000 para 20,2 milhões em 2015.

O usuário de moto leva menos tempo e gasta menos, como comprovam as pesquisas da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP). Confira alguns dados:
• Espaço viário (espaço físico do veículo mais espaço livre para circulação): autos (21 m2); ônibus (54 m2); motos (8 m2). Ocupação média dos veículos: auto (1,5); ônibus (30); moto (1,1);
• Energia: consumo de combustível – auto (0,10 l/km); ônibus (0,4 l/km); moto (0,04 l/km);

Autor: Eduardo Azeredo

770 stories / Procurar todas
Do Rio de Janeiro, há mais de 14 anos envolvido com o motociclismo, e atua como piloto de testes e jornalista motociclístico para diversos veículos de comunicação, em especial o Jornal Motocycle, Revista Torque, CarPoint News, entre outros, fazendo avaliações / testes de motocicletas e produzindo matérias a respeito do mundo duas rodas. Também apresentador do programa Duas Rodas News, na emissora Luau TV

Relacionadas »