Confira os resultados da 4ª etapa do SuperBike Brasil 2016, em Interlagos

Foto: Johanes Duarte – VGCOM

A 4ª etapa do SuperBike Brasil, o maior campeonato de motovelocidade das Américas, aconteceu neste domingo, dia 17 de julho, no Autódromo de Interlagos (SP). Confira abaixo os resultados das corridas de todas as categorias.

Faustino larga dos boxes para vencer a 4ª etapa da SuperBike
O desempenho de Diego Faustino (#68), da equipe Honda Mobil, na 4ª etapa da SuperBike foi digna de um filme de superação. O piloto londrinense largou dos boxes e acelerou forte para garantir sua primeira vitória na temporada 2016 somente nos instantes finais da corrida. E por falar em emoções, a prova disputada na tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos contou com um importante incidente na pista.

Logo no início da quarta volta, diversos pilotos – provavelmente devido a presença de óleo na pista – acabaram passando reto na primeira perna da curva do Esse do Senna. Maico Teixeira (#36), da equipe Honda, e Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, foram os primeiros a cair e a colidirem com maior força contra a barreira de proteção – porém, mesmo sem retornar à corrida, os dois passam bem.

Com o reinício da prova e, consequentemente, com uma nova largada, Faustino deu continuidade à missão de ganhar posições. Rapidamente passou de oitavo para quinto, quando, então, colou na traseira de Marco Solorza (#55), da equipe JC Racing Team. Os dois já vinham de um acidente na etapa passada, quando Faustino foi derrubado pelo argentino na última volta e teve que adiar seu objetivo de alcançar a primeira vitória na temporada. Porém, desta vez, a atual campeão passou o adversário com certa facilidade e, em seguida, começou a perseguir os ponteiros.

Este roteiro ganhou contornos épicos quando Faustino chegou à vice-liderança ao ultrapassar José Luiz “Cachorrão” (#51), da Honda, e Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki Racing Team. Agora, restando apenas uma volta, o piloto partiu pra cima do líder do campeonato Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team. Faustino chegou a conseguir, temporariamente, a posição, mas levou o ‘xis’ em seguida. A disputa ficou mais intensa e os dois entraram lado a lado na reta final. Porém, este domingo era mesmo o dia de Faustino. O piloto cruzou a linha de chegada à frente, com uma vantagem de apenas quatro centésimos.

Com isso, Lewis, que vinha de três vitórias consecutivas, desta vez levou o segundo lugar. Cachorrão ficou em terceiro logo à frente de Wesley Gutierrez em quarto. E completando o pódio, Diego Pretel (#88), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, conseguiu ultrapassar Solorza na volta final e ficar com a quinta posição.

Pela categoria SuperBike Pro Amador, Alex Borges (#44), da equipe Pitico Race Team, foi o vencedor. A segunda posição ficou com Fábio Nallin (#47), da Misano Racing Team, seguido por Jeferson Marchesin Friche (#6), da HG Motos Racing, em terceiro e por Fabricio de Castro (#75), da BH Racing, em quarto. Já o quinto lugar seguiu para Daniel Toloni (#3), da Misano Racing Team.

Enquanto isso, pela SuperBike Pro Estreante a vitória foi para com Juracy Rodrigues “Black” (#560), da equipe Black Day Racing Team. Luciano Pokemon (#77), da Pkm Racing, ficou com a segunda posição, seguido por Davi Lara Costa (#12) em terceiro.

Já na SuperBike Master – categoria com pilotos acima de 45 anos –, Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, levou a melhor e faturou mais uma vitória. Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best Riders, ficou logo atrás e encerrou a corrida em segundo.

Eric Granado é o mais rápido e chega à sua segunda vitória na SuperSport
Eric Granado (#51), da equipe Granado Sport Team, fez uma corrida exemplar e venceu com bastante facilidade a 4ª etapa da SuperSport, prova disputada na tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O piloto – uma das maiores feras do motociclismo nacional – voou baixo e não deu a menor chance aos adversários.

O final de semana foi o melhor possível para Eric Granado. O piloto andou muito rápido em Interlagos e cravou a marca de 1m39s290 ainda na disputa das sessões livres. Nas classificatórias, garantiu a primeira colocação no grid alcançando um ótimo desempenho mesmo com a pista molhada. Já na corrida, Eric Granado repetiu os bons resultados e dominou de ponta a ponta a prova.

Logo na largada, o piloto já se distanciou dos demais adversários. O único que conseguiu acompanhar, mais ou menos, de perto foi o uruguaio Maximiliano Gerardo (#41), da equipe Motonil Motors. Apesar disso, a vantagem de Eric Granado só aumentava conforme o andamento da corrida. Na volta final, chegou a incríveis 19 segundos. Com isso, Eric Granado cruzou a linha de chegado em primeiro e faturou a segunda vitória na temporada.

Na sequência, Maximiliano Gerardo ficou com a segunda posição logo à frente de Lucas Bittencourt (#202), da Paulinho SuperBikes, que recebeu a bandeira quadriculada em terceiro. O atual campeão da categoria, Matheus de Oliveira Dias (#70), da Motom, foi o quarto colocado seguido pelo até então líder do campeonato, Pedro Sampaio (#28), da Tecfil Racing Team, na quinta posição.

A história de Pedro Sampaio nessa etapa foi impressionante. O piloto largou em último após sua moto quebrar o motor nas sessões classificatórias. Assim, Sampaio partiu para uma corrida de absoluta recuperação. Na oitava volta, ele já havia ultrapassado mais de 40 adversários e ocupava a sétima posição. O piloto da Tecfil Racing Team conseguiu ainda vencer Luiz Cerciari (#3), da Cerciari Racing School, e, na volta final, tomar a posição de Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team.

Já pela categoria SuperSport Pro Amador, o vencedor foi Marcio Ferreira Bortolini (#37), da equipe Granado Sport Team. A vice-liderança ficou com Cristiano Aquino Nogueira (#26), da MCW Racing Team, seguido por Diego Viveiros (#231), da Tecfil Racing Team, em terceiro. Logo em seguida, Rafael Dadario (#86), da Viana Racing, foi o quarto a cruzar a linha de chegada, com Leandro Ramos Esposito (#32), da Pitico Race Team, em quinto, completando o pódio da categoria.

Dazzi faz uma corrida sem imprevistos e vence a 4ª etapa da SuperBike Light
Rodrigo Calmon Dazzi (#146), da equipe Giro Moto, não encontrou dificuldades para vencer a 4ª etapa da SuperBike Light, prova realizada na tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Atual líder do campeonato, o piloto capixaba obteve um ótimo rendimento nesta rodada do SuperBike Brasil. Dazzi dominou os treinos e cravou sua primeira pole position do ano.

Na corrida, o piloto da equipe Giro Moto não encontrou nenhuma grande dificuldade. Dazzi largou bem e, já nas primeiras voltas, impôs seu ritmo intenso, quando começou a abrir vantagem sobre os adversários. Em nenhum momento o então líder correu risco de perder a posição. Sempre fechando marcas na casa do 1m44, Dazzi entrou na última volta com uma margem tranquila de sete segundos para o adversário mais próximo. Sem imprevistos, o piloto venceu mais uma etapa e já se consolida como um dos favoritos ao título da temporada 2016.

Enquanto isso, Fábio Martins (#12), da equipe Albatroz System, fez uma ótima corrida. O piloto largou em 13º no geral e somou diversas ultrapassagens ao longo da prova. Na penúltima volta, deixou para trás Marcos Migliorelli (#11), da Everson Racing, para então faturar a vice-liderança.

Já Migliorelli, perdeu desempenho nos momentos finais da corrida. O piloto capixaba, que figurou entre os ponteiros por toda a prova, acabou sendo vencido por Dimitris Katsouropoulou (#131), da equipe Tecfil Racing Team, e por Felipe Comerlatto (#186), da Pro Racing Team. Com isso, recebeu a bandeirada apenas na quinta posição, atrás dos dois adversários – Dimitris em terceiro e Comerlatto em quarto.

Pela categoria SuperBike Light Master, o vencedor foi Marcos Ramalho (#9), da equipe Pitico Race Team. Logo atrás do ponteiro, a segunda posição ficou com Antonio Telvio (#5). Em seguida, Célio A. Campagnolo (#613), da equipe Para Race Team, faturou o terceiro lugar, à frente de Sérgio Castillo (#14), da Viana Racing, em quarto, e de Sergio H. Hidani (#135), da Misano Racing, em quinto.

Bolinha vence a 4ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 600
Disputa acirradíssima na 4ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 600, realizada na tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O resultado da corrida foi definido somente nos instantes finais e Felipe Diniz “Bolinha” (#121), da equipe MotoSchool Racing Team, acabou futurando o lugar mais alto do pódio.

Bolinha começou bem a disputa desta etapa, a penúltima da temporada 2016 a ser realizada na capital paulista. O piloto foi o mais rápido nas sessões classificatórias e garantiu a pole position para a corrida deste domingo. Na prova, as coisas não foram tão fáceis. Bolinha foi perseguido de perto por Bruno Rodrigues (#30), da equipe Tecfil Racing Team, e por Rogério Munuera (#88), da Boi Motos Racing. Os três disputaram a liderança e o resultado final ficou apenas para a última volta. O piloto da equipe MotoSchool Racing Team levou a melhor e cruzou a linha de chegada à frente. Já Bruno Rodrigues garantiu a vice-liderança e Munuera o terceiro lugar.

Seguindo a ordem dos primeiros colocados, a quarta posição foi para Samara Andrade (#74), piloto da equipe Moretti Racing Team. Samara – que costuma figurar entre os ponteiros – sofreu uma queda nos últimos dias durante um Track Day e precisou correr com uma moto emprestada. E completando o pódio, Junior Américo de Oliveira (#60), da equipe Viana Racing, encerrou a prova na quinta posição.

Na disputa da Copa Kawasaki Ninja 600 Master, o vencedor foi Valter Rubino (#65), da equipe Misano Racing Team. Ricardo Garrido (#63), da Tecfil Racing Team, ficou logo atrás e terminou a corrida em segundo.

Guilherme Brito garante importante vitória na 4ª etapa da Copa CBR 500R
Os pilotos da Copa Honda CBR 500R protagonizaram um verdadeiro espetáculo na disputa da 4ª etapa da categoria, realizada no final da manhã deste domingo (17), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Quem apostou em uma corrida repleta de ultrapassagens e definida nos instantes finais acabou acertando em cheio. Um pelotão formado por seis integrantes desgarrou dos demais adversários e revezou a liderança da prova até a bandeirada final.

Guilherme Brito (#19), da equipe Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, foi o vencedor. O piloto fez o melhor tempo nas sessões classificatórias a garantiu a pole para a corrida. Mas a posição inicial no grid não foi fator determinante para alcançar a vitória. O piloto passou a maior parte da prova entre terceiro e quarto colocado do pelotão da frente, porém, no mesmo ritmo dos ponteiros. Na volta final, Brito conseguiu a tão desejada liderança e segurou a posição para cruzar a linha de chegada. O piloto treinado por Alex Barros entrou na reta final praticamente lado a lado com Davi Gomide (#31), da MotoSchool Racing Team, e Leonardo Tamburro (#53), da Honda MotoSchool de Talentos, e venceu a prova por uma vantagem de apenas um centésimo.

Davi Gomide ficou com a segunda posição, logo à frente de Leonardo Tamburro, que terminou a prova em terceiro. Já Arthur Costa (#99), da equipe Alemão Pneus, não teve muito que comemorar. O piloto pulou de sexto para assumir a liderança logo após a largada. Ele passou a maior parte da corrida entre primeiro e segundo, e na volta final acabou perdendo posições e encerrou a 4ª etapa na quarta colocação. Completando o pódio, José Duarte (#97), da equipe Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, fechou o quinto lugar.

Pela categoria Copa CBR 500R Light, o vencedor foi Rafael Rigueiro (#52), da MotoSchool Racing Team. O jovem piloto – recém-vindo da Honda Junior Cup – chegou a brigar de igual para igual com adversários mais experientes do primeiro pelotão. Porém, na última volta acabou ficando um pouco para trás e encerrou a corrida em sexto no geral.

Linda Raad (#23), da equipe Moretti Racing, terminou a prova na vice-liderança, logo à frente de Alexandre Dal’ Olio Franca (#82), da Fullmann SuperBike, em terceiro, e de Luis da Silva (#74), em quarto. E completando o pódio da categoria, Olímpio Pessini Netto (#87), da Girão Racing Team, garantiu a quinta posição.

Na categoria Teen, Guilherme Brito acumulou mais uma vitória, seguido por Davi Gomide em segundo e Rafael Rigueiro em terceiro. Já Maria Fernanda Rocha (#22), da equipe Fullmann SuperBike, terminou a prova na quarta colocação.

Meikon leva a melhor e vence a 4ª etapa da SuperStreet em Interlagos
Em uma corrida extremamente disputada, Meikon Kawakami (#83), da equipe Playstation Yamaha, levou a melhor e venceu a 4ª etapa da categoria SuperStreet, prova realizada na manhã deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O piloto, que largou na ponta, protagonizou – durante as 10 voltas – uma belíssima disputa com seu irmão e companheiro de equipe, Eliton Kawakami (#27).

Os dois pilotos imprimiram um ritmo intenso desde o início da prova e deixaram os demais adversários para trás, travando entre eles uma briga particular. Essa disputa persistiu por toda a corrida. Eliton e Meikon revezaram a liderança, tendo como principal ponto de ultrapassagem o final da Reta dos Boxes. E como já vinha sendo esperado, a definição do vencedor saiu somente nos instantes finais. Meikon cruzou a linha de chegada em primeiro, com uma vantagem de 28 milésimos para Eliton, que ficou com o segundo lugar no pódio.

Nas posições seguintes, outra briga bonita. Indiana Muñoz Gomes (#199), da equipe Castrol Racing, tentou segurar os avanços de Diogo Moreira (#20), da Estrela Gallicia 0,0 by Alex Barros, até a volta final. Indy fez uma grande largada e conseguiu – temporariamente – ocupar a liderança. Porém, logo após ser ultrapassada pelos irmãos Kawakami, a piloto radicada na capital Brasília passou a ser perseguida por Diogo. A diferença, que chegou a ser de mais de três segundos, foi sendo reduzida e na última volta o piloto treinado por Alex Barros conseguiu a ultrapassagem. Com isso, Diogo encerrou a prova na terceira colocação e Indy em quarto.

Já o quinto lugar no pódio foi para Marco Antonio Reis (#3), da equipe Moretti Racing Team. O piloto participou, por toda a prova, de uma briga intensa num pelotão intermediário. Após a queda de Kaywan Freire (#36), da equipe Kaka Fumaça/Wesley Testa, na sexta volta, o caminho ficou mais aberto para Marco faturar o último lugar no pódio.

Paganelli comemora mais uma vitória na 4ª etapa da Copa Ninja 300
Com um misto de técnica e sorte, Sandro Paganelli (#64), da equipe Paganelli Racing, levou a melhor e venceu a 4ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 300, realizada no início da tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Indefinida até a volta final, a prova foi marcada por uma intensa disputa pela ponta e abandonos indesejados.

Paganelli largou em terceiro e, já nas primeiras voltas, passou a integrar o pelotão de elite formado por Indiana Muñoz Gomes (#199), da equipe Castrol Racing, e Bruno Cesar Borges (#51), da Gilberto Motos, que disparou na frente dos demais adversários. Fechando consecutivas voltas rápidas, os três pilotos revezavam a liderança ao longo da prova.

Porém, a corrida contou com um inesperado e indesejado ingrediente: o abandono. A primeira vítima foi Bruno. Na sexta volta, o piloto enfrentou problemas mecânicos com sua moto – perdeu o freio – e teve que deixar a corrida. A partir de então, a disputa pela liderança seguiu apenas entre Paganelli e Indy. Os dois vinham muito à frente dos demais adversários e, inevitavelmente, a vitória ficaria com um dos dois. Foi quando, já na última volta, uma pequena escorregada da roda dianteira tirou Indy Muñoz da corrida. A piloto até tentou retornar à pista, após levantar a moto, porém, o motor apagou. Sem mais adversários, Paganelli cruzou sozinho a linha de chegada para comemorar mais uma vitória no campeonato.

Com os sucessivos abandonos, Fábio Jandaia (#10), da equipe Motocar Racing, acabou herdando a segunda posição no pódio. Na sequência, dois pilotos da Light receberam a bandeirada. Bruno Ribeiro (#169), da equipe Rota Baús, foi o terceiro colocado no geral seguido por Gilmar Ferreira Barbosa (#45), da Paulinho SuperBikes, em quarto. Retornando a categoria principal, o terceiro lugar foi para Kaywan Freire (#36), da equipe Kaka Fumaça/Wesley Testa, seguido por Willians Sales Piui (#111), da Fastkids, em quarto, e por Fernando Santos (#234), da Tecfil Racing Team, em quinto.

Na categoria Copa Kawasaki Ninja 300 Light, o vencedor foi Bruno Ribeiro. Gilmar Barbosa garantiu a vice-liderança e ficou à frente do atual líder Jeferson Souza (#707), da Tecfil Racing Team, terceiro. Bervaldo Carolino (#2), da Tecfil Racing Team, levou a quarta posição e Kleber Santos (#213), da Girão Racing, garantiu o quinto lugar no pódio.

Santin vence a 3ª etapa da Yamaha R3 Cup disputada em Interlagos
Marciano Santin (#9), da equipe Santin Racing, fez uma corrida constante e venceu a 3ª etapa da Yamaha R3 Cup, prova realizada no final da tarde deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O piloto – consideravelmente mais rápido que os adversários – não encontrou dificuldades para dominar a prova e sustentar a liderança até receber bandeira quadriculada.

O piloto da equipe Santin Racing já começou acelerando forte nos treinos classificatórios desta etapa, que teve por novidade ser a primeira com formação de grid único – nas corridas anteriores, os pilotos da Yamaha R3 Cup disputavam juntamente com a categoria SuperStreet. Marciano Santin garantiu a pole e, durante prova, em nenhum momento correu o risco de perder a posição. O piloto largou bem e, gradativamente, ampliou a vantagem sobre os adversários. Na volta final, essa diferença chegava a 13 segundos. Santin cruzou a linha de chegada na frente e comemorou a primeira vitória na temporada.

Já nas posições seguintes a disputa foi mais acirrada. Os pilotos Hebert Pereira (#201), Rafael Gomes Traldi (#128), da Motonil Motors, eNiko Ramos (#822), da Tecfil Racing Team, formaram um pelotão e disputaram posições entre si até a volta final. Os três entraram praticamente lado a lado para receber a bandeirada. Hebert levou a melhor e faturou a vice-liderança da corrida. Traldi ficou com a terceira posição e Niko Ramos encerrou a etapa em quarto.

E completando o pódio da categoria, Luciano Vieira (#370), da equipe Penélope Racing, obteve a quinta colocação logo atrás do pelotão.

Lincoln vence a 3ª etapa Junior Cup e mantém a liderança no campeonato
Lincoln Lima Melo (#29) fez uma corrida brilhante e venceu a 3ª etapa da categoria-escola Honda Junior Cup, realizada na manhã deste domingo (17) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com o resultado, o atual líder do campeonato soma mais 25 pontos e se consolida na primeira posição.

Em uma prova muito disputada, Lincoln fez uma boa largada e passou, rapidamente, de quarto colocado para assumir a liderança, temporariamente, ainda no início da segunda volta. O piloto aproveitou a queda do então líder, Leopoldo Manella (#53), nos momentos iniciais da corrida e ganhou importantes posições.

Na segunda volta, a disputa era intensa e a diferença entre os pilotos, mínima. Léo Marin (#46) vinha na frente com um pequeno pelotão de quatro adversários em sua cola, entre eles Lincoln. Bruno Gonzalez (#98), que estava nessa disputa, acabou escorregando na curva do Pinheirinho e abandonou a briga pela ponta. Na quarta volta, foi a vez de Nicolas Cenedesi (#525) ir para o chão no Esse do Senna e com isso a disputa pelas primeiras posições ficou mais restrita.

Léo Marin não conseguiu sustentar a liderança e foi ultrapassado por Lincoln e Felipe Macan (#2), que protagonizaram uma belíssima disputa até a volta final. Os dois conseguiram abrir uma pequena vantagem sobre os adversários e revezaram-se na ponta durante as últimas voltas. E essa briga seguiu até os derradeiros instantes. Depois de seguidas ultrapassagens, Lincoln retomou a primeira posição e cruzou a linha de chegada à frente, com uma vantagem de apenas cinco centésimos para o adversário. Já Felipe Macan ficou logo atrás e garantiu a segunda posição no pódio.

Nas posições seguintes, outra bonita disputa. Por toda a segunda metade da corrida, Léo Marin e Mario Salles (#42) ficaram, praticamente, lado a lado na briga pela terceira posição. Na volta final, Marin conseguiu abrir uma pequena vantagem e encerrou a prova na frente. Salles ficou com o quarto lugar e Lucas Alvarenga (#5) completou o pódio em quinto.

Todos os resultados são extraoficiais e estão sujeitos a verificações técnicas.

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais pelo site: www.superbike.com.br

SuperBike Brasil
5° SuperBike Brasil: 21 de Agosto – Interlagos-SP
6° SuperBike Brasil: 25 de Setembro – Curvelo-MG
7° SuperBike Brasil: 23 de Outubro – Goiânia-GO
8° SuperBike Brasil: 13 de Novembro – Londrina-PR ou Pista no Rio Grande do Sul Realização da Etapa
9° SuperBike Brasil: 11 de dezembro – Curvelo – MG

Autor: Eduardo Azeredo

771 stories / Procurar todas
Do Rio de Janeiro, há mais de 14 anos envolvido com o motociclismo, e atua como piloto de testes e jornalista motociclístico para diversos veículos de comunicação, em especial o Jornal Motocycle, Revista Torque, CarPoint News, entre outros, fazendo avaliações / testes de motocicletas e produzindo matérias a respeito do mundo duas rodas. Também apresentador do programa Duas Rodas News, na emissora Luau TV

Relacionadas »