Confira os resultados da 7ª etapa do SuperBike Brasil 2015

Foto: Ricardo Santos – VGCOM

Faustino vence com folga 1ª corrida da SuperBike em Londrina
Diego Faustino (#68), da equipe Honda Mobil, confirmou o favoritismo e venceu a primeira das duas baterias da categoria SuperBike, disputada no final da manhã deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina.

O piloto da casa, que havia feito os melhores tempos em todos os treinos, largou na ponta e logo abriu uma grande vantagem para os adversários. O único que conseguiu acompanhar o ritmo intenso de Faustino, e apenas por um tempo, foi seu companheiro de equipe, Maico Teixeira (#36). Porém, o atual líder da categoria cravou contínuas voltas rápidas e recebeu a bandeirada em primeiro lugar, com seis segundos de vantagem para Maico, que terminou a prova em segundo.

Já nas posições seguintes houve algumas mudanças em relação à posição do grid de largada. Isso porque o piloto Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team – vencedor de etapa de Goiânia e forte candidato ao título da categoria – enfrentou problemas mecânicos após a volta de apresentação. Ao ser acender a luz verde, a moto de Lewis, que estava em terceiro, apagou o motor e ele teve que abandonar a prova.

Quem se aproveitou dessa situação foi Fernando Guerra (#913), da Full Riders, que disputa pela categoria Pra Amador. O piloto, que largou em quinto, ganhou a posição de Lewis, e ainda nas voltas iniciais conseguiu a ultrapassagem sobre José Luiz ‘Cachorrão’ (#51), da Honda Mobil. Sem ser pressionado, Guerra manteve a colocação e cruzou a linha de chegada em terceiro, cinco segundos à frente de Cachorrão, que foi o quarto no geral e terceiro na categoria Pro.

Marcelo Skaf (#177), da equipe MotoSchool Racing Team, fez uma corrida constante, ganhou posições e foi o quinto a receber a banheira quadriculada e quarto na categoria Pro.

Nas posições seguintes, uma disputa valendo pontos na Pro Amador. Luciano Gomes Pokemon (#77), da Pokemon Pneus, foi o sexto no geral seguido por Aldo Filho (#727), da Qatar Racing, em sétimo.

Completando o pódio dos pilotos da categoria Pro, Bruno Corano (#34), da Mobil Monster Energy Kawasaki SuperBike Team, foi o quinto colocado – e nono no geral. O piloto, que ocupa atualmente a 5ª posição no campeonato, enfrentou dificuldades durante os treinos e não conseguiu fechar voltas competitivas.

Pela categoria SuperBike Pro Amador, Fernando Guerra, o terceiro no geral, foi o vencedor. Luciano Pokemon ficou com o segundo lugar à frente de Aldo Casalecchi Filho, em terceiro. Rui Luiz Alves (#78), da PKM Racing, garantiu o quarto lugar e Fabrício de Castro (#75), da BH Racing, completou o pódio em quinto.

Na Pro Estreante, Ricardo Negretto (#38), da Tecfil Racing Team, foi o mais rápido e venceu a etapa. A segunda posição ficou com Iberson Thiago Vieira (#4), também da Tecfil Racing Team.

Já pela categoria Master, Rogério Gentil (#31), da equipe Duda Racing, ficou em primeiro à frente de Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best Riders, em segundo.

Faustino vence novamente na 2ª corrida da SuperBike
Diego Faustino (#68), da equipe Honda Mobil, foi impecável neste final de semana de corridas em Londrina, sua terra natal. O piloto venceu a segunda bateria da SuperBike, válida pela sétima etapa do SuperBike Brasil, e está mais próximo do título da temporada 2015. Faustino largou na ponta e manteve sem dificuldades a posição até fim da prova. Com seguidas voltas rápidas, o piloto abriu uma vantagem de oito segundos para o vice-líder, o seu companheiro de equipe Maico Teixeira (#36), e recebeu a bandeira quadriculada.

O predomínio da Honda Mobil foi marcante nesta segunda bateria. Maico disputou com Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, a segunda posição já no início da prova. Porém, este domingo (22) não foi um dia para ser recordado por Lewis. Após cometer um erro na terceira volta e perder a vice-liderança, o piloto acabou tendo problemas na moto novamente e abandonando qualquer pretensão de somar pontos. Sem a pressão do adversário, Maico garantiu a segunda posição com facilidade.

José Luiz ‘Cachorrão’ (#51) ficou com o terceiro lugar e completou o domínio da equipe Honda Mobil. Nas posições seguintes, uma importante disputa pela Pro Amador. Aldo Casalecchi Filho (#727), da Qatar Racing, realizou uma ótima corrida e foi o vencedor da categoria – e quarto no geral. Já Luciano Gomes Pokemon (#77), da Pokemon Pneus, recebeu a bandeirada cinco segundos atrás do adversário e ficou com a vice-liderança e a quinta posição no geral.

De volta aos pilotos que disputam a Pro, Pablo Nunes (#777), da BH Racing, ficou com a quarta colocação – sétimo no geral – e Marcelo Skaf (#177), da MotoSchool Racing Team, fechou o pódio com o quinto lugar – 12º no geral.

Pela categoria SuperBike Pro Amador, Aldo Filho, quarto no geral, foi o vencedor. Luciano Pokemon ficou com a segunda posição, à frente de Fernando Min (#20), da MotoSchool Racing Team, em terceiro. Fabrício de Castro (#75), da BH Racing, garantiu o quarto lugar e Rui Luiz Alves (#78), da PKM Racing, completou o pódio em quinto.

Na Pro Estreante, Ricardo Negretto (#38), da Tecfil Racing Team, foi o mais rápido e venceu a corrida. A segunda posição ficou com Iberson Thiago Vieira (#4), também da Tecfil Racing Team.

Já pela categoria Master, Rogério Gentil (#31), da equipe Duda Racing, ficou em primeiro à frente de Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best Riders, que encerrou a prova em segundo.

Em prova disputada, Black leva a melhor e vence na SuperBike Light
Juracy Rodrigues ‘Black’ (#560), da Black Day Racing Team, venceu a disputa da 7ª etapa da categoria SuperBike Light, realizada no início da tarde deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná. O piloto, que largou em segundo, logo na primeira curva ultrapassou o então líder, Sharbel El Hajjar (#23), da Tom Racing, e passou a comandar o prova.

Porém, já no início da segunda volta, a corrida entrou em bandeira amarela – situação em que não se pode fazer ultrapassagens – após a queda de Rodrigo Soncini Ronchetti (#49), da Viana Racing – o piloto recebeu atendimento médico imediatamente e passa bem. A interrupção só foi cancelada no início da 10ª volta, quando os pilotos voltaram a acelerar forte.

Sharbel El Hajjar aproveitou a situação e ultrapassou Black praticamente sobre a linha da largada. A manobra foi considerada inadequada – os pilotos somente poderiam fazer ultrapassagens após cruzar a linha – e Sharbel foi punido com uma passagem pelos boxes.

Então com a pista livre, Black cravou seguidas voltas rápidas e garantiu a primeira posição no pódio. Jeferson Marchesin Friche (#6), da HG Motos Racing, com a punição ao adversário direto, ficou garantiu a segunda posição. Mas Sharbel não abandonou a prova. Após cumprir o Drive True nos boxes, ele partiu para uma corrida de recuperação. O piloto retornou em quinto e conseguiu ainda ganhar duas posições e encerrar a prova em terceiro.

Cleberson Maicher ‘Alemão’ (#17), da Black Day Racing, chegou logo atrás em quarto, à frente de Marcos Migliorelli (#97), da Vitoria Racing, em quinto.

Entre os participantes da categoria SuperBike Light Master, o vencedor foi Paulo Henrique Pistoresi (#30), da Marina Club Racing Team. Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, garantiu o segundo lugar, logo à frente de Marcos Senra (#67), em terceiro. A quarta posição foi para Michel Abboud (#8), da BH Racing, seguido por Edson Errera (#86), da Errera Racing, em quinto.

Stephanie Devoto (#26), do Uruguay, que veio disputar o grid feminino, foi a nona colocada no geral e a mais rápida entre as mulheres que correram nesta categoria. Gabriella Bastos  (#33), ficou com a segunda colocação.

Schultz leva a melhor e vence 7ª etapa da SuperSport em Londrina
Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team, fez uma corrida impecável e venceu a 7ª etapa da SuperSport, prova disputada no início da tarde deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná. O piloto realizou um ótimo desempenho nos treinos livres e classificatórios, e na SuperPole garantiu a segunda posição no grid.

Já na largada, Schultz iniciou a perseguição ao então líder da prova, Matheus de Oliveira Dias (#70), da Tecfil Racing Team. O piloto da equipe Dynel’s Racing precisou de quatro voltas para fazer a ultrapassagem e assumir a ponta. Mas Schultz não parou por aí. Fechando contínuas voltas rápidas, o piloto rapidamente abriu uma vantagem confortável e recebeu a bandeirada seis segundos à frente do vice-líder.

Já a vida de Matheus de Oliveira não foi tão fácil. Ao perder a ponta, o piloto passou a ser perseguido de perto por Luiz Cerciari (#3), da equipe Cerciari Racing School. Os dois disputaram a vice-liderança por boa parte da corrida e Matheus teve que fechar a porta para não sofrer a ultrapassagem. Na volta final, a diferença entre os dois era de pouco mais de um décimo. Porém o piloto da Tecfil conseguiu manter a posição e terminar a corrida em segundo. Já Cerciari ficou em terceiro.

Na disputa pelas posições seguintes, Dudu Costa Neto (#117), da Mobil Ituran Racing, levou a melhor e ficou com a quarta colocação. Marcos Souza ‘Marcão’ (#47), da Black Day Racing, que disputa pela Pro Estreante, foi o quinto a cruzar a linha de chegada, logo à frente de Irineu Trudes Jr Juninho (#72), da Viana Racing, também da mesma categoria, em sexto. Já o sétimo a receber a bandeirada foi Rafael Dadario (#86), da equipe Viana Racing, que venceu a disputa na categoria Pro Amador.

Completando o pódio da categoria principal, Daniel Silingardi (#98), da Serra Racing, fez uma corrida de recuperação impressionante. O piloto largou em décimo terceiro, ganhou diversas posições e terminou a corrida em oitavo no geral – o quinto da Pro.

Já na categoria Pro Estreante, Marcão garantiu o primeiro lugar no pódio. Irineu Juninho ficou com a segunda colocação, seguido por Osvaldo Jorge Filho Duende (#55), da equipe Duende e Senra Racing, em terceiro. A quarta posição foi para Alessandro Ferraz (#66), da Qatar, logo à frente de Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School, em quinto.

Pela Pro Amador, Rafael Dadario, saiu-se melhor e garantiu o primeiro lugar da categoria. Mauricio Protta ‘Máscara’ (#28), da Vitória Racing / HG Motos Racing, ficou em segundo, seguido por Victor Villaverde (#42), da Cerciari Racing School, em terceiro. Leopoldo Bittar (#36), da Masut Racing, garantiu a quarta posição, logo à frente de Antonio Telvio (#5), da Serra Racing, em quinto.

Indiana Muñoz Gomes leva a melhor e vence a 2ª corrida da Ninja 300
Indiana Muñoz Gomes (#199), da equipe Mobil Ituran Racing, fez uma corrida impressionante e venceu a segunda bateria da Copa Kawasaki Ninja 300, disputada na manhã deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina. Logo na largada, Indy ganhou algumas e passou a brigar diretamente pela liderança. Mas não estava fácil para ela. Oito pilotos integravam um primeiro pelotão que revezavam posições constantemente. Na ponta, Bruno Cesar Borges (#51), da equipe Gilberto Motos, mantinha uma pequena vantagem para os adversários.

Na quarta volta, Indy conseguiu pela primeira vez ficar temporariamente na liderança. A piloto, em uma bela manobra, ultrapassou três adversários, inclusive Bruno, e assumiu o primeiro lugar. Mas a alegria dela foi curta. Na curva seguinte, Indy errou o traçado e perdeu todas as posições, caindo para 5º.

Mas hoje era o dia de Indiana Muñoz Gomes. A piloto, que já havia garantido a segunda posição na primeira bateria, acelerou tudo o que pôde e, na sétima volta, voltou a ocupar a liderança. Ela conseguiu abrir uma vantagem de mais de um segundo. Apesar disso, na volta final foi novamente pressionada por Bruno Cesar Borges. Na última reta, os dois pilotos entraram praticamente lado a lado e Indy acabou ficando com a primeira posição, com uma vantagem de cinco centésimos para Bruno, que recebeu a bandeirada em segundo.

Niko Ramos (#822), da Duda Racing, foi o terceiro colocado. O piloto ganhou muitas posições ao longo da corrida. Na sequência, três pilotos da categoria Light cruzaram a linha de chegada: Fernando Santos (#234), da Tecfil Racing Team, em quarto, Fabiano Cândido da Silva (#13), da GP1 Motos – que largou na pole, em quinto, e Bruno Ribeiro (#169), da Rota Baus/JP Motos, em sexto no geral.

De volta à categoria principal, dois pilotos que disputavam as primeiras posições acabaram se enrolando na pista e foram parar no chão. Na penúltima volta, Victor Perrucho (#226) da Racing, e Fábio Roberto Ferreira (#10), da Moretti Racing Team, passaram reto numa curva e abandonaram a prova. Com isso, Sandro Paganelli (#64), da Paganelli Racing, levou a quarta posição, logo à frente de Josué Araujo ‘Bochecha’ (#404), da Gyn Racing School, em quinto.

Entre os pilotos que disputaram a bateria pela categoria Copa Kawasaki Ninja 300 Light, o vencedor foi Fernando Santos. A segunda posição ficou com Fabiano da Silva, seguido de perto por Bruno Ribeiro em terceiro. Kaywan Freire (#36), da Kaka Fumaça/Wesley Testa, garantiu a quarta colocação, logo à frente de Sarah Conessa de Moura (#5), da Cerciari Racing School, em quinto.

Diego Viveiros vence com facilidade a 7ª etapa da Ninja 600
Sem nenhuma dificuldade, Diego Viveiros (#23), da equipe Tecfil Racing Team, foi o mais rápido e venceu a 7ª etapa da Copa Kawasaki Ninja 600, disputada na manhã deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina. O piloto liderou todos os treinos livres e classificatórios, e já nas primeiras voltas da prova abriu uma grande vantagem para os adversários.

Sem imprevistos, Viveiros cruzou a linha de chegada nove segundos à frente do vice-líder. Contando com os pontos obtidos com este resultado, Diego Viveiros já pode comemorar antecipadamente o título de campeão da temporada 2015 da Ninja 600, ainda com uma etapa para ser disputada.

Jefferson Ramos Valcézia (#99), também da Tecfil, ficou com a segunda colocação. O piloto obteve um ótimo rendimento nesta etapa em Londrina. Valcézia fez voltas competitivas nos treinos classificatórios e manteve o mesmo ritmo durante a corrida. O piloto largou em segundo e seguiu na mesma posição até receber a bandeira quadriculada.

O terceiro lugar ficou com Douglas S. Tomé (#67), da equipe BH Racing. O piloto largou em quinto e já no início da prova passou a travar uma intensa disputa com Edvaldo José Martinati (#113), da Duende e Senra Racing, pela quarta posição. Na segunda metade da prova, Tomé conseguiu a ultrapassagem e ainda foi beneficiado pela queda de Luis Ferraz (#13), da Tecfil Racing Team, que vinha logo à frente. Com isso, o piloto da BH Racing garantiu a terceira posição no pódio, logo à frente de Martinati, em quarto. Já a quinta posição ficou para Raphael Arcari Brito (#96), da equipe Duende Racing.

Pela categoria Copa Kawasaki Ninja 600 Master, Martinati foi o vencedor e Marcelo Kitadai (#36), da Moto School Racing Team, ficou com a segunda colocação.

Em corrida eletrizante, Dezeró vence a 7ª etapa da Copa Honda CBR 500R
Numa disputa mais do que eletrizante, Lucas Dezeró (#7), da equipe Alemão Pneus, foi o mais rápido e venceu a 7ª etapa da Copa Honda CBR 500R, realizada na tarde deste domingo (23), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná. Dezeró, que já havia liderado dois treinos classificatórios, largou em segundo e rapidamente conseguiu assumir a ponta. Porém, a corrida em nenhum momento esteve definida.

Um pelotão formado Dezeró, Davi Gomide (#31), da equipe Honda MotoSchool de Talentos, Weslley Leandro Ribeiro (#45), da WR, e Rodrigo Jantonio (#99), da equipe Serv Moto Racing Team, disparou na frente dos demais adversários e protagonizou uma série de ultrapassagens. Os quatro pilotos corriam no mesmo ritmo e a diferença de tempo entre eles chegou a ser de apenas três décimos.

Essa disputa seguiu até a volta final. Porém, para Jantonio a briga pelas primeiras posições acabou ali. O piloto perdeu o controle da sua moto Honda CBR 500R em uma curva e acabou indo para o chão. Os outros três seguiram na mesma pegada até a linha de chegada. Dezeró conseguiu se manter à frente e cruzar em primeiro, seguido por Davi Gomide em segundo. Weslley Leandro Ribeiro – que compete pela Light – foi o terceiro a receber a bandeirada e vencedor da Light.

O quarto no geral foi Kleriston Garden (#5), da HG Motos Racing, que também corre pela Light. O piloto seguinte a completar a prova foi Moises Ellias da Silva (#42), da equipe Tomate Racing, que foi quinto no geral e quarto na categoria Pro.

Nas posições seguintes, uma nova disputa entre os pilotos da Light. Rafael Paixão (#28), da RF Racing, foi o terceiro da categoria, logo à frente de Jantonio – que voltou para a pista após a sua queda – em quarto e Marcia Reis (#97), da Moretti Racing Team, em quinto.

Completando o grid da categoria Pro, Octavio D. Grassia Sereno (#79), da Moretti Racing Team, foi quinto colocado – nono no geral.

Já o atual líder da categoria, Leonardo Tamburro (#53), da equipe Honda MotoSchool de Talentos, sofreu uma queda nos treinos classificatórios e iniciou a corrida ainda sentindo dores. O piloto não conseguiu repetir o seu já tradicional bom desempenho e acabou abandonando a prova após uma nova queda durante a terceira volta.

Pela categoria Light, Weslley Leandro Ribeiro foi vencedor, seguido por Kleriston Garden em segundo. A terceira posição ficou com Rafael Paixão. Jantonio conseguiu se recuperar após a queda e garantiu o quarto lugar, logo à frente de Marcia Reis (#97), da Moretti Racing Team, em quinto.

Entre os pilotos que disputam a categoria Junior, Davi Gomide garantiu o primeiro lugar, seguido por Weslley Ribeiro, em segundo.

Gabriel Favero vence a Junior Cup em Londrina
Gabriel Favero (#271) é o vencedor da 7ª etapa da Honda Junior Cup, disputada no início da manhã deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina. O piloto brigou pela ponta nos treinos classificatórios, no sábado, e acabou ficando com o segundo lugar no grid. Na largada da corrida, Gabriel sustentou a posição e conseguiu abrir uma confortável vantagem para o terceiro colocado, Rafael Rigueiro (#52), que largou super bem. Apesar disso, o líder, Matheus (#59), chegou a colocar mais de três segundos de diferença para ele.

Foi somente na quinta volta que os irmãos Favero se reencontraram na pista. Matheus cometeu um erro de traçado e perdeu toda a sua vantagem. Com uma diferença de poucos centésimos, Gabriel aproveitou o vácuo, na sexta volta, e tomou a ponta. A disputa dos pilotos seguiu até os metros finais da última volta.

Matheus recuperou temporariamente a posição, mas foi prejudicado pela presença de um retardatário. Gabriel conseguiu novamente a ultrapassagem e os dois pilotos entraram quase que lado a lado na reta final. Gabriel recebeu a bandeirada em primeiro, com uma diferença de 14 centésimos para Matheus, em segundo. Correndo em casa, com a família e amigos, a torcida foi grande. Os irmãos, inclusive, comemoraram o casamento dos pais o ontem a noite. Felicidade dupla!

A terceira posição foi para, Rafael Rigueiro (#52). O piloto largou em terceiro e ocupou a posição ao longo de toda a corrida. Já Leopoldo Manella (#53) ganhou uma posição, em relação à largada, e terminou a prova em quarto, logo à frente de Humberto Turquinho Jr (#12), em quinto.

Black garante mais uma vitória na categoria Master em Londrina
Juracy Rodrigues ‘Black’ (#560), da Black Day Racing Team, encerrou com chave de ouro sua participação na 7ª etapa do SuperBike Brasil. O piloto venceu com tranquilidade a disputa da categoria Master, realizada na tarde deste domingo (22), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná.

Black largou na frente e não teve dificuldades para manter a ponta. O piloto completou as sete voltas programadas para a corrida e cruzou a linha de chegada com quase quatro segundos de vantagem para o vice-líder.

Já Elson Tenebra Otero (#2), da equipe Suzuki/Econs/Best Riders, obteve um ótimo desempenho de sua moto Suzuki GSX-R 1000. O piloto ganhou posições importantes e manteve o segundo lugar até o final da prova, quando recebeu a bandeira quadriculada.

O terceiro lugar foi Paulo Henrique Pistoresi (#30), da Marina Club Racing Team, que encerrou a corrida logo à frente de Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, em quarto, e de Antonio Telvio (#5), da Serra Racing, em quinto.

Fonte: VGCOM (Assessoria de comunicação do SuperBike Brasil)

Autor: Eduardo Azeredo

770 stories / Procurar todas
Do Rio de Janeiro, há mais de 14 anos envolvido com o motociclismo, e atua como piloto de testes e jornalista motociclístico para diversos veículos de comunicação, em especial o Jornal Motocycle, Revista Torque, CarPoint News, entre outros, fazendo avaliações / testes de motocicletas e produzindo matérias a respeito do mundo duas rodas. Também apresentador do programa Duas Rodas News, na emissora Luau TV

Relacionadas »