As novidades reveladas no Salão Duas Rodas 2015 para o mercado brasileiro

Em sua 13ª edição o Salão Duas Rodas, apesar do cenário de crise em que o país se encontra – o que acabava deixando algumas dúvidas em relação ao porte do evento e o que ele traria de novidades para o mercado -, o que pudemos ver foi um Salão ligeiramente menor, fisicamente, em relação à edição anterior, mas com a mesma grandiosidade que faz dele o maior evento de motos do Brasil.

Segundo a organização do evento foram quase 269 mil visitantes, 58 apresentações e shows, mais de 400 marcas e 500 modelos de motocicletas expostas, fazendo do evento um grande alavancador de negócios no mercado duas rodas.

Confira algumas fotos do fotógrafo Osvaldo Furiatto:

E com tudo isso o que tivemos foi um cenário extremamente propício para que praticamente todas as montadoras apresentassem aos motociclistas brasileiros diversos lançamentos e novidades, que eu vou mostrar agora para vocês.

BMW
Na BMW o grande lançamento foi a crossover S 1000 XR, dotada de motor quatro cilindros em linha, chegando para concorrer com a Ducati Multistrada, mas o maior destaque acabou ficando com a exibição inédita do primeiro modelo de menor cilindrada da marca alemã, a G 310 Stunt, uma naked que ainda é um protótipo, destinada a manobras radicais, mas que tem planos de lançamento no mercado mundial já em 2016.

Bull Motors
A Bull Motors, empresa que apesar de já estar no Brasil há mais de 12 anos, ainda é bastante desconhecida, exibiu toda sua linha de motos, scooters e quadriciclos, dando maior destaque aos modelos elétricos, que tive a oportunidade de pilotar e digo que fui surpreendido pela qualidade do produto.

O scooter que pilotei foi o modelo Eko Sport, realmente muito interessante. Para quem não conhece vale a pena visitar o site ou uma loja para ver um pouco mais sobre a marca e seus modelos.

Dafra
A Dafra apresentou o scooter Fiddle III, com motor 125 cc e design em estilo retrô, que deve fazer sucesso por aqui, e em paralelo a marca anunciou também a custom Horizon 150, com proposta urbana e visual que lembra um pouco a Harley-Davidson 883.

Ducati
A italiana Ducati dividiu seus holofotes entre a terceira geração da Multistrada 1200, que chega com várias inovações especialmente na eletrônica embarcada, a superesportiva 1299 Panigale, com motor V2 Testastretta de 205 cv, e a recém lançada Scrambler, com várias versões, tendo finalmente seu preço divulgado, custando a partir de R$ 36.990.

Harley-Davidson
Na Harley-Davidson o grande destaque ficou com o projeto LiveWire, a primeira moto elétrica da marca, pela primeira vez no Brasil, com seu visual bastante futurista e puxando para a esportividade. O público teve a oportunidade de ver a máquina de perto e também de acelerar, em uma espécie de dinamômetro, com a moto parada, mas em funcionamento real, dando a chance de sentir um pouco da força e do lindo som da moto.

A marca norte-americana trouxe também os lançamentos da linha para 2016, com a nova Iron 883, nova Forty-Eight, entre outras novidades.

Honda
A Honda apareceu com um lançamento de certo modo polêmico, com a volta da CB Twister 250, substituindo a CB 300, chegando com preços sugeridos de R$ 13.050, sem ABS, e R$ 14.550, na versão com freios ABS.

A japonesa mostrou que quer, definitivamente, dominar o mercado de scooters, apresentando a nova versão do PCX 150, com vários aprimoramentos e design renovado, e surpreendendo com seu novo scooter, o SH 300i, que vem para brigar com os concorrentes de média cilindrada. Aproveitei a oportunidade para pilotar no novo modelo na pista de testes da Honda, lá no Salão.

Com excelente ciclística e oferecendo muito conforto, contando inclusive com chave por sensor de presença, o novo modelo, que já é um dos lideres em vendas na Europa, chega ao Brasil com atributos suficientes para conquistar uma boa fatia do mercado.

Outra notícia interessante foi a divulgação oficial de que a big-trail Africa Twin está a caminho do Brasil, com início das vendas previso para 2016.

Indian Motorcycle
A Indian Motorcycle foi sem dúvida uma das grandes novidades do Salão Duas Rodas 2015. A marca norte-americana, inédita no Brasil e ainda desconhecida pela grande maioria dos motociclistas por aqui, atraiu muitos visitantes em seu estande, mostrando um pouco de sua história, com modelos voltados ao estilo custom, que chegam para disputar mercado com a também norte-americana Harley-Davidson.

A Indian exibiu motos lindíssimas e dotadas de moderna tecnologia, além de anunciar que as primeiras lojas serão inauguradas em outubro e novembro deste ano, e que os primeiros modelos a chegar são a Scout, que deve ser a queridinha da marca aqui no Brasil, a Chief Classic e Chief Vintage. A Chieftain e Roadmaster chegam só no início de 2016.

Kawasaki
Em seu grande estande a Kawasaki exibiu toda a sua linha, inclusive com seus jet-skis, mas os holofotes estavam direcionados para a ainda badalada, e pela primeira vez no Brasil, Ninja H2R, a versão de pista, com 300 cv, da superesportiva Ninja H2.

A Kawasaki aproveitou a presença forte do público para lançar, lá no Salão Duas Rodas, a nova ZX-10R 2016, cheia de aprimoramentos que vão desde o design, passando por suspensão, chassis entre muitas outras melhorias.

KTM
A austríaca KTM mostrou toda sua linha de motos, mas o grande destaque ficou com o lançamento da 200 Duke, uma street com performance bastante diferenciada, impulsionada pelo seu motor monocilíndrico capaz de gerar 26 cv de potência.

MV Agusta
A italiana MV Agusta estava presente com seus modelos que parecem verdadeiras obras de arte, com design irretocável, transpirando esportividade. Pelo que pude ver a queridinha do público acabou sendo a Dragster 800, com seu visual extremamente agressivo.

Suzuki
Na Suzuki o público viu de perto as recém lançadas GSX-S1000A e GSX-S1000FA, que eram o foco principal do estande, mas puderam ver também a nova versão da superesportiva GSX-R1000, com freios ABS e pintura inspirada na equipe de fábrica do MotoGP, além de vários outros modelos, como a velha conhecida Hayabusa que, como sempre, fez grande sucesso no espaço da japonesa.

Traxx
A Traxx buscou reforçar a imagem da sua linha 250 lançada neste ano, destacando a street TSS 250, mas exibindo também toda a tradicional linha de scooters e demais modelos da fabricante chinesa, que vem se consolidando a cada ano no nosso mercado.

Triumph
A inglesa Triumph que reforçou todo o seu esforço em fazer um bom trabalho e entregar motos de qualidade no Brasil, além de lançar da nova versão da Tiger 800 XCa, que passa a ser a versão mais bem equipada do modelo, contando com aquecedores de manoplas e assentos, tanto do piloto quanto da garupa, bagageiros e muitas outras coisas.

Yamaha
A Yamaha mostrou vários modelos, entre eles a MT-09 Tracer, uma versão crossover da linha MT, a nova versão da superesportiva YZF-R1, com seu design que divide opiniões, ambas bastante aguardadas pelos brasileiros. Apresentou ainda a nova Factor 150, versão renovada da street bastante conhecida por aqui, a série especial da Super Ténéré, exibindo a pintura comemorativa pelo aniversário de 60 anos de fabricação da primeira moto da marca japonesa – pintura que se estende a outros modelos -, e o surpreendente NMax, um scooter com motor de 155 cc que despertou a curiosidade dos presentes.

Mercado motociclístico
Como de costume o Salão Duas Rodas exibiu uma gama enorme de novidades não só em motos propriamente ditas, mas também em produtos dedicados a esse vasto mercado duas rodas, e a quantidade de estandes, marcas e produtos voltados a equipamentos de segurança, vestuário, life style entre muitos outros sub-segmentos foi de deixar qualquer um louco, com vontade de comprar tudo.

Na área externa do Salão os visitantes tinham muito o que fazer, podendo inclusive fazer um test-ride em vários modelos, de diversas marcas, em um circuito estabelecido para permitir aos motociclistas a oportunidade de acelerar alguns dos modelos mais cobiçados do mercado.

E ainda teve as sensacionais apresentações de motociclismo radical, com a equipe Força & Ação em suas manobras incríveis e a equipe de Jorge Negretti com seu inconfundível freestyle.

Agora é esperar a próxima edição, em 2017.

Confira a matéria no programa Duas Rodas News:

Autor: Eduardo Azeredo

770 stories / Procurar todas
Do Rio de Janeiro, há mais de 14 anos envolvido com o motociclismo, e atua como piloto de testes e jornalista motociclístico para diversos veículos de comunicação, em especial o Jornal Motocycle, Revista Torque, CarPoint News, entre outros, fazendo avaliações / testes de motocicletas e produzindo matérias a respeito do mundo duas rodas. Também apresentador do programa Duas Rodas News, na emissora Luau TV

Relacionadas »